06/07/2014

Curso Preparatório para Concurso Público da Prefeitura de São Paulo



A primeira aula contou com a palestrante Profa Maria Rita Penteado que entende muito de alfabetização,  a segunda aula com a Profa Eunice da rede municipal de São Paulo. 








25/06/2014

SUBSEDE TEM NOVA COORDENAÇÃO


Foi eleita no dia 18 de junho (quinta feira), pela nova executiva regional, a nova Coordenação da Subsede, que deverá tomar posse no dia 27 de Junho sexta feira para o período de junho de 2014 a junho de 2017.
A Coordenação ficou assim constituída:

Coordenadora Geral – Professora Lourdes Souza
Vice Coordenador – Professor Paulo Neves
Secretária Geral – Professora Célia Ladeia
Vice Secretário – Será indicado posteriormente
Tesoureiras – Rosa Nobuko Maeda e Maria da Conceição Oliveira
Secretário de Assuntos Educacionais e Culturais – Será indicado posteriormente.

Parabenizamos os companheiros da coordenação atual cujo mandato hora se encerra, aos quais reconhecemos o excelente trabalho realizado, reconhecimento que foi referendado pela própria categoria no processo eleitoral. A luta pela manutenção dos direitos, o combate ao assédio moral e o apoio às lutas dos trabalhadores foi a marca da atual gestão. Daremos continuidade a este trabalho e contaremos com o apoio da executiva regional composta por 24 Conselheiros e 24 suplentes. Parabenizamos a todos que participaram das eleições. Contem conosco sempre.
Agora é trabalhar duro para enfrentar os ataques do governo e garantir conquistas para a categoria.


20/06/2014

A SAÚDE DOS PROFESSORES CONTINUA NO BANCO DE RESERVAS


Nada contra o esporte, nem contra a copa, muito pelo contrário, todos temos o direito de nos divertir, de torcer, de vibrar diante de cada gol, seja da nossa seleção, ou de outras que adotamos durante o torneio mundial. O que questionamos e nos deixa indignados é que enquanto o país gasta bilhões na construção e reformas de estádios, obras de entorno, segurança, aeroportos, etc., a saúde e as demais demandas sociais ficam no banco de reservas. Sem contar com o autoritarismo e o desprezo pelos direitos humanos das comunidades desalojadas por conta das obras da copa e as exigências da FIFA. De acordo com o balanço oficial, foram gastos 25,6 bilhões de reais e deste valor, 83,6% saíram dos cofres públicos, sendo que apenas 4,2 bilhões de reais são da iniciativa privada.
A saúde da maioria dos brasileiros, por exemplo, está doente, ou à beira da morte. Prova disso é a falta de investimento no setor, o péssimo atendimento, quando se é atendido, a falta de médicos comprometidos com a saúde do povo, a precariedade de infra-estrutura, quer de equipamentos, medicamentos, ou de ambientes adequados. Prédios caindo aos pedaços, falta de leitos e de atendimento. Mas isso parece secundário ao governo, afinal como disse o ex-jogador Ronaldo “Copa se faz com estádios, não com hospital”.
O descaso com a saúde pública tem sido um problema grave também para os professores da rede oficial de São Bernardo do Campo. A subsede da Apeoesp tem recebido inúmeras denúncias e reclamações contra a inoperância das redes credenciadas pelo IAMSPE. Apesar do órgão informar sempre que o atendimento está regularizado, os fatos não confirmam.
Na segunda semana de junho os professores que procuraram os serviços de pronto atendimento do Hospital São Bernardo “bateram com a cara na porta”, afirmaram. Embora a informação atual é de que o hospital voltou a atender. “O que mata é essa falta de informação, uma hora eles atendem, na outra não”. E isso acontece na maioria das entidades credenciadas ao IAMSPE, denunciam os professores.
Segundo uma professora que procurou o sindicato, desde fevereiro ela vinha tentando marcar um teste ergométrico, solicitado pelo cardiologista, no Hospital São Bernardo e nas clínicas credenciadas. Depois de muito tentar conseguiu uma vaga para o próximo mês de setembro. “Eu não pude esperar, tive medo que o problema se agravasse e me obriguei a pagar 80 reais pelo exame”. Segundo a professora, o IAMSPE faz propaganda enganosa, “diz que tem convênio, a gente vai procurar e não tem nada.”
Outra professora ficou dois dias ligando para o laboratório credenciado Dr Ghelfond, sem ser atendida, resolveu então mandar um e-mail para a ouvidoria do IAMSPE e até hoje não obteve resposta, embora que, por telefone, funcionários do órgão afirmem que o atendimento está regular.
Além da falta de agenda para consultas e exames, os professores reclamam da qualidade do atendimento feito pelas entidades credenciadas. “As clínicas vivem lotadas e os donos argumentam que é porque a demanda é muito grande”, afirmam.  E a situação fica ainda pior quando as máquinas quebram como é o caso da Biofast. “Ali os aparelhos vivem em manutenção”. Quando não, os professores já tiveram seus resultados de exames desviados para outras unidades na região, troca do nome do paciente, “com isso tudo os serviços não expressam credibilidade, a gente fica até com receio de que o resultado não seja confiável.”
Segundo as professoras, é comum as clínicas credenciadas não oferecerem aventais nas consultas ginecológicas, trazendo constrangimento às pacientes. Outras que prestam serviços de ortopedia não dispõem de serviço incluso de raios-X, obrigando o paciente a pagar pelo mesmo.
Sem entidades credenciadas no ramo de oftalmologia em São Bernardo e região, professores são obrigados a pagar consultas. “Isso é um descaso, afinal eu pago o convênio com o estado há mais de 30 anos”, lamenta uma professora.
Hospital do Servidor
Quem pensa que os problemas estão somente na rede credenciada pelo IAMSP está enganado. O Hospital do Servidor tem sido referência de mau atendimento. Com problemas na coluna, uma professora conta que na última consulta em que passou pelo hospital, ficou esperando das 8h30, horário marcado antecipadamente, até as 13 horas para ser atendida. “Havia gente na maca, houve tumultos na sala de espera, até que alguém informou que os médicos haviam atrasado porque estavam em reunião, o que provocou uma irritação maior.”
Para o desalento da professora e dos demais pacientes ela foi atendida por um médico recém-formado, “que não sabia nem interpretar a ressonância e limitou-se a propor que eu voltasse em seis meses.” Reclamar? Sim, faz dois anos que ela encaminha cartas à ouvidoria do IAMSPE sem repostas.
“Ou a gente tem convênio, ou morre.”, afirma outra professora. E faz uma solicitação à Apeoesp para que seja feita uma publicação com todas as redes credenciadas e enviada aos associados. A subsede fez importante luta pela descentralização do atendimento do Iamsp e vai continuar lutando pela melhoria no atendimento  laboratorial  solicitando inclusive outros laboratórios  bem como a melhoria no atendimento médico-hospitalar.

11/06/2014

REUNIÃO DA EXECUTIVA REGIONAL DA SUBSEDE DA APEOESP SBC

São Bernardo do Campo, 11 de Junho de 2014

Aos
Conselheiros Estaduais, Regionais e Suplentes Eleitos nas eleições da Subsede da APEOESP de São Bernardo do Campo em 06 de maio de 2014

Tendo em vista orientação recebida no dia de ontem 10 de junho de 2014, no final da tarde emitida pela Comissão Eleitoral Estadual estabelecendo o dia 26 de junho como último prazo para composição da Coordenação da Subsede Regional e Considerando o início das férias e do recesso escolar no período de 12 de junho de 2014 a 13 de julho de 2014. Esta Comissão Eleitoral Regional convoca todos os Conselheiros Estaduais e Regionais para comparecerem à reunião da Executiva Regional da Subsede da APEOESP de São Bernardo do Campo.
DATA: 18 de Junho de 2014 (quarta feira)
HORÁRIO: 15 horas
LOCAL: Subsede da APEOESP de São Bernardo do Campo – Avenida Francisco Prestes Maia, n° 233, Centro, São Bernardo do Campo
PAUTA
1 – Informes; 2 – Composição da Coordenação da Executiva Regional – eleição da nova Coordenação da Subsede.
Saudações Sindicais.


______________________________
PAULO JOSÉ DAS NEVES

Presidente da Comissão Eleitoral Regional

04/06/2014

Sem salário, funcionários da limpeza em escolas estaduais cruzam os braços

A falta de pagamento e de informações está levando funcionários da empresa Mult Funcional Mão de Obra Terceirizada, contratada pelo governo do Estado para o serviço de limpeza em pelo menos 50 das 70 escolas estaduais no município, a paralisarem suas atividades, o que representa também um problema para os professores e alunos. Na quinta (22/5), o coordenador da APEOESP SBC, Aldo Santos, recebeu um grupo de trabalhadores, no sentido de esclarecer os fatos e dar apoio à sua luta.
Os funcionários disseram que estão sem receber salário há mais de um mês e que tiveram seu vale refeição cortado, com a promessa de que o valor seria incluído no pagamento de maio “que não veio e não há previsão de quando virá”, segundo informação obtida junto à empresa pela direção de uma das escolas. “Não adianta ligar pra lá, eles não atendem”, inclusive a encarregada que fazia visitas a cada dois meses pediu as contas, afirmaram. Nos últimos seis meses vinham ocorrendo atrasos de dois ou três dias no pagamento “mas eles acabavam depositando”. Com um salário mensal de um salário mínimo, alguns disseram trabalhar dez horas por dia "uma hora de almoço e mais 48 minutos para compensar o sábado", sem convênio médico.
Em reunião convocada pelo Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços de Limpeza e outros (Simieco ABC), na semana passada, segundo informou o departamento jurídico, o representante da Mult Funcional, no município, limitou-se a dizer que não há previsão para o pagamento dos salários. O sindicato abriu processo contra a empresa na Justiça do Trabalho e a orientação é que os funcionários não voltem ao trabalho enquanto o salário não for devidamente pago.
Ainda de acordo com o sindicato, os funcionários que ainda não o fizeram devem procurar a entidade que fica na Av. Redenção, 450, Jardim do Mar, em São Bernardo, munidos do RG, CPF, comprovante de residência, PIS, os últimos holerites e o extrato analítico do FGTS, que pode ser requisitado em qualquer agência da Caixa Econômica Federal. 
A APEOSP SBC está chamando os trabalhadores que atuam na limpeza das escolas para mais uma reunião na próxima terça, dia 27/5, às 14 horas, na subsede, à Avenida Prestes Maia, nº 233, centro de São Bernardo.


COMUNICAÇÃO APEOESP
41256558

28/05/2014

Sem salário, funcionários da limpeza em escolas estaduais cruzam os braços

A falta de pagamento e de informações está levando funcionários da empresa Mult Funcional Mão de Obra Terceirizada, contratada pelo governo do Estado para o serviço de limpeza em pelo menos 50 das 70 escolas estaduais no município, a paralisarem suas atividades, o que representa também um problema para os professores e alunos. Na quinta (22/5), o coordenador da APEOESP SBC, Aldo Santos, recebeu um grupo de trabalhadores, no sentido de esclarecer os fatos e dar apoio à sua luta.
Os funcionários disseram que estão sem receber salário há mais de um mês e que tiveram seu vale refeição cortado, com a promessa de que o valor seria incluído no pagamento de maio “que não veio e não há previsão de quando virá”, segundo informação obtida junto à empresa pela direção de uma das escolas. “Não adianta ligar pra lá, eles não atendem”, inclusive a encarregada que fazia visitas a cada dois meses pediu as contas, afirmaram. Nos últimos seis meses vinham ocorrendo atrasos de dois ou três dias no pagamento “mas eles acabavam depositando”. Com um salário mensal de um salário mínimo, alguns disseram trabalhar dez horas por dia "uma hora de almoço e mais 48 minutos para compensar o sábado", sem convênio médico.
Em reunião convocada pelo Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços de Limpeza e outros (Simieco ABC), na semana passada, segundo informou o departamento jurídico, o representante da Mult Funcional, no município, limitou-se a dizer que não há previsão para o pagamento dos salários. O sindicato abriu processo contra a empresa na Justiça do Trabalho e a orientação é que os funcionários não voltem ao trabalho enquanto o salário não for devidamente pago.
Ainda de acordo com o sindicato, os funcionários que ainda não o fizeram devem procurar a entidade que fica na Av. Redenção, 450, Jardim do Mar, em São Bernardo, munidos do RG, CPF, comprovante de residência, PIS, os últimos holerites e o extrato analítico do FGTS, que pode ser requisitado em qualquer agência da Caixa Econômica Federal. 
A APEOSP SBC está chamando os trabalhadores que atuam na limpeza das escolas para mais uma reunião na próxima terça, dia 27/5, às 14 horas, na subsede, à Avenida Prestes Maia, nº 233, centro de São Bernardo.


COMUNICAÇÃO APEOESP
41256558

27/05/2014

CALENDÁRIO SINDICAL DA SEMANA


DIA 26 SEGUNDA FEIRA VISITA E DEBATE NAS ESCOLAS
Dia 27 as 14 horas - Reunião com os funcionários (as) das escolas estaduais que estão sem receber salário;

Dia 27 terça feira Assembleia Regional às 15 Horas

Sexta Feira – Reunião do CER no Clube Homs Avenida Paulista a partir das 10 horas.

Dia 30 (Sexta Feira ) é dia de luta!

Todos à Assembleia Estadual no Vão Livre do MASP – Avenida Paulista às 14 horas
(Confirme presença até quarta feira para que possamos reservar os ônibus).

Com 7% não dá, sem Reposição Salarial o 2º Semestre letivo não vai começar!
Estamos em luta pelo atendimento da nossa pauta de Reivindicação!
Cumprimento imediato da jornada da lei do piso: no mínimo 33% da jornada de tra¬balho para atividades de formação e preparação de aulas;
Extensão dos direitos dos efetivos a Categoria F e Categoria O;
Melhores condições de trabalho e políticas de prevenção do adoeci¬mento dos professores;
Fim da lei das faltas médicas;
Fim dos descontos de faltas e licenças médicas para efeito de aposentadoria especial e agilização da liquidação do tempo de serviço;
Fim das provinhas e avaliações excludentes;
Por um plano de carreira que atenda às necessidades do magistério;
Ampliação do atendimento médico- hospitalar e laboratorial no Delboni e no Lavoisier e atendimento no IAMSPE aos professores da Categoria O.
Por um novo estatuto do Magistério.

COORDENAÇÃO DA APEOESP – SUBSEDE DE SÃO BERNARDO DO CAMPO - AVENIDA FRANCISCO PRESTES MAIA, Nº 233, CENTRO SBC Contato: Fones – 4125-6558 ou 433239-13 site: http://apeoespsbc.com.br/e-mail: COORDENACAOSBC@TERRA.COM.BR
apeoespsbc@terra.com.br.

21/05/2014

URGENTE!!! REUNIÃO DIA 22 DE MAIO ÀS 16H

ESTADO NÃO ESTÁ PAGANDO FUNCIONÁRIOS DA LIMPEZA

CONVITE: ORGANIZAR PARA CONQUISTAR

AOS PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS:


Temos que ser solidários aos FUNCIONÁRIOS DA LIMPEZA das Escolas que não estão recebendo os salários. Já recebemos dezenas de reclamações. Nesse sentido, estamos marcando reunião na APEOESP com esses funcionários que estão sem salários para darmos encaminhamento à luta para que o pagamento seja feito imediatamente ou pela empresa ou pela SEE.
DATA: Amanhã quinta feira dia 22 de maio 2014
HORÁRIO: 16 horas
LOCAL: SUBSEDE da APEOESP de São Bernardo do Campo. Avenida Francisco Prestes Maia, 233, Centro.

FIQUE LIGADO:
IMPORTANTE: REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE REPRESENTANTES DE ESCOLA EM 2 PERÍODOS
DIA 23 DE MAIO (Sexta Feira)
Manhã – 9 horas
Tarde – 14h30
Pauta: - Campanha Salarial – Reposição das Perdas e Assembléia Estadual dia 30 de Maio.
  COORDENAÇÃO DA SUBSEDE

19/05/2014

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE REPRESENTANTE DE ESCOLA DIA 23/05/14 ÀS 9H E AS 14H30

Comunicado a todos e todas

Segue calendário de mobilização aprovado em assembleia, favor imprimir nas escolas e afixar na sala dos profs de forma que todos saibam do que se trata. Leiam para poder informar aos colegas, não deixem de comentar nos intervalos e se possível no htpcs desta semana.

Segue também novo comunicado nosso sobre a reunião RE que teremos de realizar na subsede;

Atenciosamente,

Aldo Santos- Coordenador
Maria José – Secretária

Reunião Extraordinária de representantes de escolas.

Convidamos os representantes de escolas para reunião extraordinária que será realizada no dia 23 de maio de 2014, as 9 e as 14:30 horas na subsede da apeoesp.

Pauta:
1- Informes;
2- Campanha salarial e o indicativo de greve;
3- Organização e participação conforme aprovado na Asembleia;
4- Outros.

Sem mais

Atenciosamente,

Aldo Santos-coordenador
Maria José - secretária


Calendário aprovado prevê:

n de 19 a 22 de maio – visitas às escolas para convocação da assembleia e preparação da greve;
n 23 de maio - reunião extraordinária de Representantes de Escola;
n 26 a 28 de maio - reunião nas escolas com pais e alunos;
n 29 de maio - assembleias regionais;
n 30 de maio – assembleia estadual.

A assembleia será divulgada por meio de cartazes, matéria paga na TV, mensagem telefônica; carta aberta à população e outras formas.

Os principais eixos da mobilização são:

n Reposição salarial rumo aos 75,33% necessários para a equiparação com as demais categorias com formação em nível superior;

n Implantação da jornada do piso;

n Rejeitar imposição, sobre trabalho e assédio moral na implantação da secretaria escolar digital – não preencher formulários digitais – exigir contratação de profissionais para tal;

n Posse e exercício dos concursados em 2015;

n Debater na rede nova forma de contratação para a categoria O – extensão dos direitos da categoria F para categoria O;

n Direito ao IAMSPE para categoria O;

n Fim da “duzentena” aos da categoria O que fizerem uso da quarentena;

n Condições de trabalho